3º Webinar - Moving Forward: Saúde e Tecnologia numa Happy & Smart City (Parceria Altice Labs e V21 - Centro de Incubação Tecnológico de Viseu)

22/05/2020     Webinar

« Voltar a notícias

« Anterior   /   Próxima »

imagem da notícia

Neste período em que vivemos e motivados por uma reflexão de como a Saúde e a Tecnologia se podem aliar para tornar os cidadãos de uma cidade mais feliz, esta discussão e reflexão foi aprofundada neste webinar. Como devem ser acompanhados a gestão dos percursos de vida dos cidadãos? Será um esforço multidisciplinar e com várias prismas de análise? Como é que recorrendo a inteligência colaborativa, aumentando a literacia e dando maior capacitação, podemos tornar as pessoas/cidadãos mais felizes?

Foi precisamente sobre estes temas tão atuais e prementes, que a Altice Labs e o V21 (Centro de Incubação Tecnológica de Viseu) partilharam no dia 20 de maio de 2020 pelas 11h30, o 3º Moving Forward webinar sobre "Saúde e Tecnologia numa Happy e Smart City",  que contou com Almeida Henriques, Presidente da Câmara Municipal de Viseu, Alcino Lavrador, Diretor-Geral da Altice Labs e Micaela Monteiro, Chief Medical Officer for Digital Transformation da CUF, como oradores e José Luís Biscaia coordenador da Unidade de Saúde Familiar de São Julião da Figueira, como moderador.

José Luís Biscaia iniciou a sessão questionando os oradores de que forma a tecnologia interfere na saúde, afirmando que a tecnologia está ao serviço da saúde, manifestou o desejo de ter a Internet das coisas (Iot) na saúde, para ter tempo e espaço para as pessoas, como incremento de valor e realçou o desafio da inclusão das pessoas, contribuindo para a diminuição das desigualdades.

Almeida Henriques começou por caracterizar a região de Viseu como uma Happy & Smart City abordando a preocupação do Município na promoção da qualidade de vida, com uma aposta na saúde preventiva e incentivo ao estilo de vida saudável da população, em toda as faixas etárias, destacando algumas medidas implementadas em escolas, unidades de saúde ou lares, finalizando que uma Happy e Smart City não pode estar dissociada do sector da saúde e da tecnologia.

Já para Alcino Lavrador "é muito importante definir o que significa ser feliz e estar consciente que a felicidade humana depende da qualidade dos relacionamentos, e estes, da confiança. Esta premissa pode ser transportada para as cidades, porque as cidades mais felizes são as cidades nas quais os munícipes e visitantes confiam nas suas instituições e uns nos outros, bem como usufruem de espaços que permitem a sociabilização. É preciso continuar a preparar as cidades para que se fomente esses momentos de felicidade e socialização e para isso é muito importante o uso da tecnologia". O diretor-geral da Altice Labs referiu também quais as soluções tecnológicas que a Altice Labs está a trabalhar para aumentar a eficiência das resposta aos cuidados de saúde destacando o MEDIGRAF e SMARTAL como plataformas base a partir das quais derivam muitos outros produtos construídos com componentes "lego" como a interação em linguagem natural, a inteligência artificial, BigData, IoT, ferramentas de colaboração, etc.

Micaela Monteiro também definiu a tecnologia como uma ferramenta para ajudar a obter ganhos na saúde,  e que pode, por exemplo, ser usada na monitorização  para que as pessoas, à medida que vão perdendo faculdades, consigam manter-se no seu domicílio, o ambiente em que sentem à vontade, de forma segura e confortável. Destacou que é muito importante a literacia em saúde através dos meios digitais de forma a que as pessoas possam fazer as escolhas mais certas e de reduzir as desigualdades. Exemplo disso é esta época de confinamento, em que o interesse em teleconsultas aumentou exponencialmente, porque tanto os utentes com os profissionais de saúde não queriam expor-se a riscos e por isso, a teleconsulta foi um meio muito utilizado.

Seguiu-se um período dinâmico de perguntas e respostas.

Todos os oradores salientaram que a tecnologia é tão importante na vida das pessoas como a eletricidade e a água e, por isso, é necessário levar o mais rápido possível este meio de comunicação e sobrevivência a mais pessoas de forma a que possamos ter um país completamente digital suportado na equidade de acesso e oportunidades.

A encerrar este webinar, José Couto, Presidente do Conselho Superior da Vissaium XXI – Associação para o Desenvolvimento de Viseu, realçou a necessidade de tornar os serviços mais eficientes e focados no cidadão, e que deve haver transparência na utilização dos dados armazenados.

« Voltar a notícias

« Anterior   /   Próxima »