Altice Labs participa em Conversas Digitais - "Cibersegurança em Teletrabalho"

15/05/2020     Cibersegurança / Teletrabalho

« Voltar a notícias

« Anterior   /   Próxima »

imagem da notícia

A Inova-Ria em parceria com o CER-Aveiro dinamizou no dia 14 de maio, pelas 17h as "Conversas Digitais" com o tema "Cibersegurança em Teletrabalho", num formato de broadcasting ao vivo através das redes sociais da Inova-Ria.

Esta sessão contou com os convidados Bruno Castro da VisionWare, Luís Antes da FCUP, Nuno Seixas da Altice Labs, Pedro Castro Henriques da Strongstep e toda a sessão foi moderada por André Zúquete, professor da Universidade de Aveiro.

Devido ao novo coronavírus, COVID-19, as organizações mudaram radicalmente o seu modo de trabalhar. As empresas tiveram que se adaptar a um "novo normal" e o teletrabalho ganhou uma nova força.

Com todos estes desafios, surgiu um outro tema muito relevante, a cibersegurança, pois a possibilidade de novos ataques aumentou, o que fez com que as empresas tenham de trabalhar em novas maneiras de aumentar a segurança dos seus colaboradores, como da própria empresa e dos seus dados.

Empresas e órgãos de soberania passaram a fazer as suas reuniões recorrendo às videoconferências, e para tal, são utilizadas aplicações de fornecedores que por vezes nem conhecemos de onde são provenientes, se são nacionais ou estrangeiras e quais as suas fragilidades, sendo assim como podemos garantir, por exemplo, que informações confidenciais não são gravadas, encriptadas e passadas a terceiros?

Para Nuno Seixas, da Altice Labs, isto é uma grande preocupação, mas "é preciso garantir que as pessoas estão despertas para o perigo. Sem dúvida que é uma preocupação geral, mas nós não seguimos a mesma estratégia para todos os tipos de comunicações e temos várias estratégias disponíveis, algumas comerciais e outras geridas internamente, com serviços nossos, e que são utilizadas de acordo com o tipo de situação, pois tal como já foi dito, apenas temos de confiar em terceiros quando deixamos de ter controlo".

Nuno Seixas, salientou que o teletrabalho era já uma realidade no caso da Altice Labs, mas para permitir que 95,9% dos colaboradores trabalhassem a partir de casa foi necessário aumentar a capacidade da rede privada virtual (VPN - Virtual Private Network), não descuidando todos os cuidados que os colaboradores foram aconselhados a ter em atenção na prática do seu trabalho.

Todos os convidados da sessão partilharam o sentimento de que "só conseguimos proteger aquilo que conhecemos" e ainda há muito a fazer nas empresas, é preciso distinguir e prevenir ciberataques, utilizar sistemas de comunicação seguros e consciencializar os trabalhadores para este perigo diário, de forma a se conseguir garantir a segurança de todos e das empresas.

Toda a sessão pode ser revista no canal do Youtube da Inova-Ria.

« Voltar a notícias

« Anterior   /   Próxima »